O HOLOCAUSTO Gênesis 22 1-13 (Sermões)

Introd.:  Nesta história de Abraão podemos buscar ensinos para nós sobre nossa vida, os filhos e os bens que Deus nos confiou. Falemos sobre o exemplo de Isaque,  filho de Abraão. Isaque era filho da promessa, esperado a bastante tempo e que mesmo assim Deus quis mostrar a Abraão que “os filhos são herança do Senhor”. Salmo 127:3.

Como encaramos o que Deus nos deu? Qual é o modo de encararmos nossos filhos? Deus pediu que Abraão oferecesse Isaque em holocausto. O que significa holocausto? Holocausto é um oferecimento que é queimado inteiramente sobre o altar. I Samuel 7:9 diz: “Então tomou Samuel um cordeiro de mama, e sacrificou-o inteiro em holocausto ao Senhor; e clamou ao Senhor por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos.”

1. O HOLOCAUSTO DE ISAQUE Gen. 22:2,9,10.

Quando Deus identifica o holocausto a Abraão, destaca-se a repetição. Lemos no v. 2: “Toma agora o teu filho” – desta frase Deus poderia ter passado diretamente para a frase: “e oferece-o em holocausto.” Mas ainda disse antes: “o teu único filho”, depois diz “Isaque”, e ainda “a quem amas”. Tem-se a impressão que o próprio Deus dramatizou a situação, para torná-lo mais difícil para Abraão. E ao mesmo tempo, foi um pedido com sentimento. Deus estava sentindo, se podemos dizer, na “própria carne” o peso deste pedido feito a Abraão.

Abraão não parou para pensar. Seria muito perigoso. Se nós pensamos sobre os pedidos e ordens de Deus, sempre existe a possibilidade de darmos atenção à voz de Satanás, como aconteceu com Eva. Ela parou diante da árvore, admirou o fruto, viu que era bom para se comer e agradável aos olhos… Pode ter pensado:  “O que é bom vem de Deus”. E caiu em pecado. Abraão não fez assim. Porque não podemos, com nossa mente alcançar os propósitos de Deus. Abraão, de imediato se levantou e saiu rumo ao monte Moriá.

Em Gên. 22:9-11  eles chegam ao lugar do holocausto. É comovente pensarmos neste quadro. Neste momento de grandiosidade. Neste ato de um gigante da fé. Um ser humano comum. Abraão não deixou somente Isaque totalmente  sobre o altar. Mas obedecendo a Deus, queria deixá-lo ali para sempre. Era como se Abraão dissesse: Este meu filho não é meu. Este filho Te pertence Senhor. Eu o entrego totalmente a Ti. Farei somente com ele aquilo que Tu quiseres. Aquilo que engrandecer o teu nome. Aquilo que glorifique a Deus.

Filhos em holocausto é amor. É amar a Deus. Deus é amor e nossos filhos pertencem a Deus. Ofereça seu filho em holocausto a Deus fazendo a Sua vontade.

Diante disto surge a pergunta por que Abraão pode fazer isso? E nós vemos em Gên. 22:12 um anjo descendo do céu que saúda a Abraão. O que seria isso?

2. O HOLOCAUSTO DE ABRAÃO Gên. 22:12, 18.

Havia un segredo em Abraão que podemos revelar agora. Um segrêdo que todos conhecem. É o anjo que diz, v. 12: “porquanto agora sei que temes a Deus e não me negaste teu filho, o teu único”.  E no final do v. 18: “porquanto obedeceste à minha voz”.

Abraão estava no holocausto. Ele mesmo havia se colocado ali. Oferecido inteiramente ao Senhor. Por isso tudo o que ele tinha era de Deus. Ele o considerava assim. Quando Deus pede o filho, ele dá. É Dele! Ação incondicional. Isso é holocausto!!!

A benção na vida deste homem é pontilhada com experiências grandiosas. Ele recebe o filho de volta. Gên. 22:13: Deus lhe dá um cordeiro para ser oferecido em holocausto no lugar de seu filho. Em Gên. 22:15-18 novamente o anjo lhe fala e no final do v. 18  temos o sentido prático do holocausto. É o holocausto do próprio ofertante. Como diz em II Coríntios 8:5 “mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor”. E em Jeremias 6:20 aconteceu o oposto: “Vossos holocaustos não me agradam…”. Abraão estava disposto a obedecer, porque pertencia e temia a Deus. Aquele que se deu a si mesmo podia também dar outras coisas que Deus lhe havia confiado.

CONCLUSÃO:

Deus pediu que Abraão oferecesse Isaque em holocausto. Ele o fez. Em troca deste ato de obediência, fé e dependência de Deus, Deus lhe prometeu bênçãos. Bênçãos incontáveis, que o acompanhariam por toda a vida. Frutos do holocausto. A fidelidade traz bençãos.

Onde estão estes frutos do nosso holocausto? Como incluimos Deus nos afazeres diários. Se Deus quisesse falar comigo, eu teria tempo? Como olho a obra de Deus feita através da igreja?  Ou por mim? Quero destacar esta obra hoje, por meio dos filhos. Na vida dos filhos se verá se os pais estão no holocausto ou não. E se quiseres saber se estás no holocausto, veja-o em teu filho. A criança é herança do Senhor, não nossa. Cuidêmo-la no holocausto. Holocausto é vida dada a Deus.

Gostaria que se alguém usar esta mensagem, leia também os comentários, para poder personalizá-la. Pr. Helmuth Walter Rosin

Pregado em: 14/10/79 em Barro Preto – RS. – 02/08/81 em Santo Augusto – RS. 11/07/82 em Central de Resende – RJ. 22/08/82 em Central de Barra Mansa – RJ. 24/02/02 na Pib de Urucânia – RJ.

 

2 Respostas to “O HOLOCAUSTO Gênesis 22 1-13 (Sermões)”

  1. Roberto Says:

    maravilhoso,em abraão somos herdeiros da promessa

  2. João Batista Lima Oliveira Says:

    Gostei muito , achei interessante os comentários de Gn 22 sobre o o pedido de Deus para Abraão levar Isaque para ser sacrificado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: