PERDENDO O MELHOR (sermões)

Lucas 23: 39-43.

INTRODUÇÃO: Quando se lê este texto, certamente é de estranhar o título. O que de melhor poderia se perder, pendurado numa cruz? Especialmente, ladrões pendurados na cruz. ( Lucas fala em malfeitores, Mateus em ladrões.)

Hoje teremos batismos, e certamente este texto é citado muitas vezes quando se fala em batismos. “O ladrão da cruz foi salvo e não foi batizado!” É o que se diz. Não vamos procurar justificar o fato, porque sabemos que batismo não salva, é uma ordenança de Jesus. E também sabemos que somos salvos pela fé em Jesus Cristo.

Mas vejamos algumas considerações.

1. O PRIMEIRO ENCONTRO

Pelas circunstâncias, – um ladrão não vive em sociedade; este era de Jerusalém, Jesus passou pouco tempo em Jerusalém – podemos acreditar que este tenha sido o primeiro encontro de Dimas com Jesus (A tradição diz que o nome do ladrão arrependido era Dimas.). Foi a única vez em que se encontrou com Jesus. E em que circunstâncias… E ele fez uma coisa boa, na única oportunidade que ele teve entregou a sua alma a Jesus. Ele aproveitou a oportunidade.

Há muitas oportunidades na vida que surgem e nós precisamos dizer: “Não tenho mais idade para fazer isso.” “Agora é tarde.” Ou outras justificativas. Mas enquanto houver vida e graça haverá oportunidade para crer em Cristo. Por que não só vida? Porque o outro ladrão tinha vida, mas nem por isso permitiu que a graça o achasse. Outros de tanto a graça os procurar, tornaram-se insensíveis à sua voz. O problema é que a questão é urgente. Precisa ser hoje!

2. O ERRO DO LADRÃO

Dimas havia feito uma coisa errada. Se por um lado ele deu sua alma para Jesus na hora da morte, por outro lado, dera sua vida para o diabo, e este fez dele um ladrão.

Quantas histórias poderiam ser contadas aqui? Pessoas que na infância tiveram oportunidades, que rejeitaram oportunidades, e tornaram-se ladrões, viciados, prostitutas, infelizes. Jesus não quer somente a tua alma, mas também a tua vida, para abençoá-la e usá-la para a glória de Deus e da igreja.

3. O PEDIDO CERTO DO LADRÃO

“Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.” Reino – Sim! Jesus era um Rei. Foi assim que Dimas o viu. Este Rei tinha os pés e as mãos traspassadas por cravos: – Seu trono era uma cruz; – Sua coroa de espinhos; O que Dimas viu ali? Um sinal? Um milagre? Uma vida sem dor? Jesus diminuiu a dor do ladrão? Não!!! Ele viu Jesus, seu amor, e o seu reino.  “Pai, perdoa-lhes …” Ele ouviu isso e creu. Teve fé. Esta vista lhe bastou para entregar a sua alma a Jesus. O que você está esperando?

CONCLUSÃO: Ainda assim Dimas perdeu o melhor: Viver com Jesus. Viver para Jesus. Fazer parte de seu corpo, a igreja. Ele perdeu o que você não precisa perder. Aceite a Jesus hoje, e não permaneça entregue ao diabo.

Pr.HWRosin

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: