A TENTAÇÃO DE JESUS I(sermões)

Mateus 4:1-11

INTRODUÇÃO:

Jesus precisou passar por essa experiência. Precisou vencer as tentações. E foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto, ou a um lugar deserto. O autor da tentação também aparece: o diabo. Satanás é o equivalente hebraico.

Em que condições houve a tentação? O verso 2 nos diz que Jesus jejuou 40 dias e 40 noites, e que depois disso teve fome. Marcos 1:12-13, nos diz que Jesus foi tentado durante estes 40 dias. Lucas diz que foi tentado durante os quarenta dias  e que depois destes dias vem as tentações que temos descritos em Mateus e Lucas.

Em todo caso, o diabo esperou o momento mais próprio para as tentações. Ele não tem pressa. Espera o momento de cansaço e fraqueza física. Qual é o quadro desta tentação?

1. A VISÃO DA TENTAÇÃO

Com o coração doído aparece aquele simpático desconhecido a Jesus, exausto de fome, e lhe sugere que por ser Filho de Deus pode transformar pedras em pães.

As palavras: “Se tu és o Filho de Deus” são expressas da mesma forma que a tentação no paraíso a Eva: “É assim que Deus disse?” Ela expressa (uma) dúvida. O que ele quis dizer? “Se de fato és o Filho de Deus, não precisas passar fome.” Fome e cansaço não correspondem à divindade, devem ser deixadas de lado. A divindade pode ser vista em sinais e maravilhas. Só assim teremos a prova que tu és o Filho de Deus. Quem prega isso? Satanás. Mas não é exatamente esta mensagem que temos ouvido em muitas igrejas hoje em dia? Pregadores do evangelho? Ou pregadores da mensagem do diabo? Dizem que é o poder de Deus. Mas como esta pregação chega até Jesus?

2. A VISÃO DO TENTADO

Jesus está cansado. A fome é grande. Por que não usar o poder que tem, já que há necessidades? Os dons não são dados para serem usados? Este é o aceno da tentação: Há algo a contradizer? Se temos promessas, por que não? Por que não diminuir o nosso sofrimento? E como queremos usar textos bíblicos para satisfazer as nossas vontades?

3. A VISÃO DOS PODERES E VANTAGENS

Como e em que circunstâncias devemos usar os poderes e dons que Deus nos dá? Certamente Deus quer que os usemos. Mas não nos são dados para que os usemos segundo os nossos desejos pessoais, em benefício próprio, mas para servirmos àquele que nos deu os dons. O diabo queria que Jesus usasse o poder de fazer milagres, recebido para a construção do Reino de Deus, segundo seu próprio parecer. Em proveito próprio. Isso seria um mau uso desse poder. Por que? O que Jesus respondeu? “O homem não vive só de pão.” (Logo pão, que é o mais falta neste mundo.) O que foi que Jesus fez? Ele deu a Sua visão de Deus.

4. A VISÃO DE DEUS DE JESUS

Deuteronômio 8:2-4 “E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o Senhor teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te tentar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não./E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas que de tudo o que sai da boca do Senhor viverá  o homem./Nunca se envelheceu o teu vestido sobre ti, nem se inchou o teu pé por estes quarenta anos.”

Deus pode sustentar o homem com maná, ou simplesmente com Seu poder.

Jesus, como qualquer ser humano, espera satisfazer as suas necessidades físicas de acordo com a vontade de Deus. Ele quer pedir, diariamente, pelo pão (Mateus 6:11 “O pão nosso de cada dia nos dá hoje.”) Cansaço, fome e nudez, devem ser enfrentados sem qualquer auxílio de forças sobre humanas, e muito menos, quando o próprio Satanás o instiga para isso.

Jesus mostrava dependência de Deus. Deixar a dependência de Deus é a destruição da confiança em Deus. É desonrar Deus. É a valorização do desejo próprio.

A certeza que ele era Filho de Deus, jamais o levaria a renunciar como homem a sua forma de servo.

O mesmo serve para a igreja. Depender de Deus é confiar nEle.

CONCLUSÃO: Não deixemos nos levar por tentações que acenem com facilidades, que não temos certeza, se são dadas por Deus. Ou que temos certeza que não são dadas por Deus.

Depender é confiar. Confiar em Deus. Mas esta confiança e dependência vão depender da nossa visão de Deus.

Pr.HWRosin. Pregado em: 07/03/99 – Pib Urucânia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: