MÃE II(poesia)

MÃE – Ivone Richa de Oliveira

Mãe… palavra doce, sem igual

Angélica, carinhosa, consagrada e pura,

Tens o teu sentir maternal

Harmonizado como uma divina criatura!

Inda sinto tristeza em minh’alma

Lágrimas vertidas do meu olhar profundo

De, por vezes, talvez faltar-me a calma

Embora fosse filha fiel à Lei de Deus!

Na vida que por nós dedicaste,

Razão do teu frágil corpo desfalecer

Indefeso entre paredes dum caixão,

Confesso que se mil vezes pensasse,

Haveria, com certeza, de reconhecer

A grande dor desta separação!

 O Jornal Batista. 14/05/06, p. 11.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: