OS DOIS REINOS(Artigo)

                              

Introd.: No Jornal Batista de 15/10/1996, há um artigo que diz o seguinte: “Como desde o principio do mundo, desde o começo do cristianismo têm se manifestado na igreja de Cristo dois esforços – um para cima e outro para baixo; um para elevar a igreja e outro para corrompê-la. Lentamente o esforço corruptor pôde mais do que o esforço purificador, de sorte que nos séculos da idade média a igreja católica, que era a única conhecida igreja cristã então existente, era um assombro de iniqüidade e devassidão. A reforma foi o grande esforço para cima, a batalha á iniqüidade. Desde então, e até ao fim do mundo será assim, os mesmos esforços se manifestam. Uns saem da igreja para se elevarem mais do que ela, e outros saem para se tornarem piores do que ela; uns arrastados pelo esforço para cima e outros arrastados pelo esforço para baixo”.JB.13-19/10/96, p.13.

            A batalha pelas vidas dos homens é uma batalha universal, permanente. Como está isso hoje?

Se por um lado vemos as multidões querendo se aproximar de Deus, há outros milhões que deixam se enganar e seguem ídolos ou filosofias orientais.

            No jornal “O Globo” do dia 13 de outubro, na p. 52, a correspondente Flávia de Leon começa o artigo “Os bons negócios do espírito nos EUA”, dizendo: “A crença no poder da oração está aumentando nos EUA e já atinge um campo antes considerado templo sagrado do ateísmo: a medicina. Seja na tradicional concepção de igreja ou na moderna ‘new age’ (nova era) – que prega o poder de cura da meditação – os americanos estão à procura de um alimento para o espírito, uma compensação ao estilo estressado de vida que sua própria sociedade criou. Com isso, a busca da espiritualidade já se tornou um grande negócio e rende milhões de dólares no país.” Por que? Diz que a geração do pós-guerra, “depois de rejeitar a religião, está procurando as igrejas numa tentativa de dar a seus filhos uma visão de mundo diferente.” De fato os números são impressionantes: “80 milhões de americanos pregam a fé em Deus; 78,5 milhões são cristãos praticantes; 40 milhões já compraram música gospel; 50,5 milhões ouvem música evangélica e ainda não compraram discos; 82% dos americanos acreditam no poder de cura das rezas; 73% acreditam que Deus muitas vezes intervém para curar pessoas com doenças graves.”

            Se aqui vemos este crescimento da busca do evangelho, ou pelo menos a música evangélica, vemos lá mesmo, nos EUA, o outro lado. O livro “dez chaves para a felicidade”, da Nova Era, já vendeu 6 milhões de exemplares. E há outros seguindo a mesma trilha.

            Mas há também coisas que não se entenderia num mundo civilizado e desenvolvido. “Em Chinatown, o Centro de Mercadorias Budistas oferece até limpeza de casas infestadas de espíritos maus. Ching Cheng Hoe dá a receita, que custa ao todo U$$ 27,00. O primeiro passo é queimar, dentro de casa, uma imagem do Buda, que custa U$$ 4,00. Caso não dê certo, ele indica um pequeno cristal translúcido ao preço de U$$ 16,00. Se o cliente tiver receio de que o mau espírito pode voltar, Ching manda queimar outras imagens periodicamente. – ‘Gente de toda parte do mundo vem aqui se consultar comigo. Todos procuram meios de manter o poder negativo afastado e de fazer dinheiro’ – afirma.” No Jornal Batista de 13-19/10/96 há um artigo do Pr. Vagno Teixeira dos Santos, p. 13, onde descreve suas experiências em recente visita ao trabalho missionário no Japão, onde está o missionário Pr. Elias Costa Lacerda. A dificuldade é grande, precisam comprar um terreno para construir uma igreja, mas lá os terrenos são muito caros.  440.000, e eles só têm 20.000. Mas diz que “os japoneses fazem muita pressão sobre os brasileiros durante e depois do culto noturno – há limite de horário para a música e para a tradicional confraternização após os cultos. “Eu poderia relatar muitas outras dificuldades, mas nenhuma se compara com a religiosa. O Japão é um país pagão, com predominância para o budismo e xintoísmo. O budismo se baseia na reencarnação e o xintoísmo na pluralidade de deuses. Eu vi, e fotografei, boi, cavalo e outros animais cultuados nos templos xintoístas. Mas, sem dúvida, o que mais me impressionou, e que mais descreve o paganismo japonês, são os templos xintoístas onde os órgãos sexuais humanos são adorados como deuses. Visitei tanto o templo masculino como o feminino. Vi uma senhora grávida, acompanhada do marido, rezando diante da imagem de um órgão sexual Eles rezam e fazem cerimônias, nesse templo. O mesmo paganismo absurdo eu vi no templo feminino, onde o órgão sexual masculino, feito de madeira, é cultuado em imagem, com os mesmos propósitos do culto ao órgão masculino. Basicamente, eles buscam prosperidade, felicidade nos partos e sucesso na escola. Todo dia 15 de março, os adeptos desses cultos fazem um procissão nacional.”

            Para nós isso pode parecer ridículo ou hilariante, mas em nosso próprio país nas revistas, jornais, rádios, televisões, não gira quase tudo em torno do sexo? É um endeusamento sutil.

            Mas esta é a batalha. E nós estamos nela!!! Estamos nela e lutando de um lado ou de outro. Missões Nacionais faz parte disso; minha leitura pessoal da Bíblia faz parte disso; Missões mundiais, a igreja, os cultos, a pregação, minha oração, tudo faz parte desta batalha pela vida dos homens. Se eu negligenciar, mais pessoas serão levadas ao engano, ao ridículo. Porque não é brincadeira.

            A Bíblia fala da vitória do Reino de Deus. Ap. 12:7-11 e Ap. 20:10. Esta vitória precisa acontecer primeiro no coração de cada pessoa, como diz Colossenses 1:13 “O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor.”

            Temos a batalha pela fé em Cristo. Temos a vitória pela fé em Cristo. Nos arregimentamos no reino de Deus. Lutamos pela propagação do evangelho. Este é o nosso fim. Como esposa, como marido, como filho, como cozinheira, como pedreiro, como pastor, como evangelista, – nossa batalha principal é sempre pelo Reino de Deus. Salvar, salvar, salvar…

“Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau, e, havendo feito tudo, ficar firmes.” Ef. 5:13.

 Pregado em: 27/10/96 Urucânia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: