PALAVRAS DO AUTOR(Informações do Autor)

 

Depois de uma longa ausência, por questões não só de enfermidade, volto, para tentar continuar meu ministério, pelo menos nos intervalos da quimioterapia e as suas reações. Neste último período, não que estivesse impossível de trabalhar, mas com o pouco ânimo que tinha, fraqueza no corpo e o computador não estando dentro de casa, era sempre mais um motivo para não fazer nada.

No mês de agosto faleceu minha sogra, que morava nos fundos da minha casa, num quarto, sala, cozinha e banheiro, que havia sido planejado exatamente para ela ou meu sogro morarem, ou os dois. Sua fase final foi um tanto difícil, pois em novembro do ano passado ela fraturou o fêmur, ficando 30 dias no hospital, até ser operada e estar em condições de vir para casa. Foi começado um trabalho de recuperação, que foi muito bem feito por uma fisioterapeuta, tanto que chegou a andar com a ajuda de um andador. Mas infelizmente começou a dar um problema mais sério com o engrossamento do sangue, ele parou de fluir como deveria, pelo cérebro. Precisando ficar no hospital por um razoável tempo, não foi o problema cerebral que piorou, apesar dela não poder se comunicar mais. O principal problema foram as infecções que adquiriu nos hospitais, e este foi o motivo da sua partida. Ela partiu para a glória, pois havia aceitado Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador. Este é o grande conforto que nós temos.

Um problema que foi criado a partir daí, é que (quem leu a minha biografia deve entender) minha esposa, que já há um bom tempo não queria viver comigo, e neste período da enfermidade da mãe, ficou sobrecarregada física e emocionalmente, decidiu se mudar de vez. Ela se mudou para a casa onde a mãe dela morava. Em princípio deixando bem claro que não queria nenhum contato comigo. Apesar de, como as coisas vinham acontecendo antes do falecimento da minha sogra, pois não sendo aceito, ou até desprezado por ela, recebia espetadas, o que me fazia sofrer e tornava a vida mais difícil. Inclusive o modo de como ela resolveu sair foi doloroso. No entanto, os problemas vêm se clareando a mais de cinco anos, e eu já estava até um pouco calejado com estes problemas. Não deixei de ser humano. Continuo a amá-la e gostaria que ela se arrependesse, e voltasse. E ela sabe disso. Mas o orgulho, e a soberba, não permitem nem que falemos sobre isso. Tenho orado e deixado a questão nas mãos de Deus, pois só Ele pode mudar ou tocar os corações. Estou bem. Vivo pela graça, pela ajuda da minha filha, do meu genro e pela constante presença do meu Senhor e Salvador Jesus Cristo. Quem puder e lembrar, peço que ore também. Meu filho e nora moram um pouco mais longe daqui, por isso torna-se mais difícil serem mais assíduos nos contatos.

O mais triste é que nestas horas quando alguém passa por uma crise ou um problema conjugal, surgem os “conselheiros”, e infelizmente a grande maioria não conhece o amor verdadeiro (ágape), o amor que Deus derramou em nossos corações. O amor incondicional. E vejo casais sendo separados por estes que deveriam ficar calados. Fico triste, porque vários casais se separaram, ou melhor dizendo, várias esposas abandonaram o marido, tendo apoio de “pastores” , “homens e mulheres de Deus”, caminhantes mais experientes – como disse alguém. Eu prefiro a Palavra. Que conclama a amar os inimigos, e certamente o cônjuge não é um inimigo. Os que eu vi poderiam dialogar. Mesmo se fosse com ajuda, mas poderiam dialogar. No entanto, havia tantas pessoas a favor, que não havia espaço para aqueles que criam que no amor de Cristo não há crise que se sustente.

Pela graça de Deus, pois, busquemos nós estar firmes. Busquemos estudar a Palavra de Deus. Tenhamos comunhão com o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, através da oração, através de uma atitude de fé inabalável, e Ele estará conosco “todos os dias, até a consumação dos séculos.” Mateus 28:20b.

Pr.HWRosin.

 

Uma resposta to “PALAVRAS DO AUTOR(Informações do Autor)”

  1. Ingrid Says:

    Oi Paizinho! Que bom que eu tenho te ajudado. Tudo o que eu mais quero é o bem dos meus pais! Te amo muito! Bjos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: