UM POVO PARA O SENHOR (sermões/natal)

 

Lucas 1:13-17

INTRODUÇÃO:

Se pensarmos no quadro da vida deste casal e conseguirmos imaginar o que é envelhecer sem ter a sua oração atendida, de ter um filho, podemos pensar que eles viviam uma vida amargurada. Mas Lucas não nos deixa em dúvida sobre isto, asseverando a sua fidelidade para com Deus. Lucas 1:6.

1. COMO RECONHECER UMA BÊNÇÃO

Imaginaria Zacarias que eles estavam no maior plano de Deus para a salvação da humanidade? O que Deus usou para isso? A esterilidade de Isabel. A dor do opróbrio entre os homens. Lucas 1:25. A falta de um herdeiro. O silêncio de Deus.

Isso é bênção? Aqui foi isso que Deus usou. E como tudo isso pode agora desembocar em alegria para Zacarias, Lucas 1:14, e o começo da ação de Deus? Que Deus? Perguntaríamos. Certamente o Deus no qual eles criam era diferente do nosso. Era um Deus em quem eles confiavam com humildade e dependência. Não usavam só a visão humana.

Quando nos aproximamos do Natal, sabemos que é a lembrança do nascimento de Jesus, filho de Deus, salvador meu, redentor meu, purificador da minha vida, onipotente, a quem nada é impossível. Por que então eu tenho e vivo nestes temores, ou triste porque acho que Deus não me entende, e não atende às minhas orações? Não temos sempre algo a reclamar? Vemos os lados negativos e não as bênçãos de um Deus de amor. Mesmo numa situação como a de Zacarias e Isabel.

2. A DESCRIÇÃO DE UMA BÊNÇÃO

Lucas 1:15-17. A missão de João Batista é descrita em pormenores. Zacarias seria uma bênção através de seu filho João.

– Primeiro sobre a sua capacitação: Não beberá vinho nem bebida forte e será cheio do Espírito Santo. Ele seria sóbrio, não seria levado pela insegurança da inconsciência, mas ao mesmo tempo teria a direção do Espírito Santo. Uma operação divina para um plano divino.

– Segundo sobre o objetivo para com o seu povo: Para que os filhos de Israel se voltassem ao Senhor.

– Terceiro sobre a missão com relação a Jesus: Indo adiante do Senhor. E indo adiante do Senhor prepararia um povo através do arrependimento: – Convertendo os corações dos pais aos filhos, e, – Convertendo os rebeldes à prudência dos justos.

Sempre o arrependimento. A conversão. Humildade. Só o humilde e necessitado se arrepende. É assim que Deus trabalha. Qual o pai que sonharia com um filho com tanta influência no reino de Deus? Que bênção!

3. A BÊNÇÃO

Lucas 1:32-33. A bênção é Jesus. É o cumprimento das profecias e da promessa feita a João.

Será grande. Reinará eternamente, e o seu reino não terá fim.

Quando olhamos para os nossos filhos, neste tempo de natal, vemos a bênção que é Jesus? E o seu reino? Cremos que este é o maior tesouro e o melhor e maior presente? Também para mim?

Mesmo tendo esperado 30 ou 40 anos pela resposta de uma oração, nos mantemos firmes confiando em Deus como Zacarias e Isabel?Lucas 1:6. Fidelidade e fé.

CONCLUSÃO: Fidelidade e fé, crendo em Deus e esperando em Deus sobre todas as coisas. Que o nosso preparo para o Natal seja um preparo espiritual, não só material. Que nossa visão se alargue e que possamos ver as bênçãos que Deus nos dá, apesar das tristezas, limitações e dores humanas. Deus abençoa!

Pr. HWRosin. Pregado em: 02/12/2001 – Pib Urucânia.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: