UM CASAMENTO PARA SEMPRE(sermões de casamento)

Efésios 5:22-33.

INTRODUÇÃO:

Quando pensamos num casamento com bases bíblicas não se pode deixar de fora o essencial. Podemos pensar neste texto em termos de marido e mulher, e não ver que é necessário um fundamento sólido para o casamento. Então, além de pensarmos nos compromissos de cada um, pensemos também em Deus como criador, idealizador e parceiro do casamento.

1. DEUS E O CASAMENTO

Gênesis 2:21-22. O casamento foi idéia de Deus. Ele quis unir o homem e a mulher. E é surpreendente como na Bíblia Deus não trata com casais. Há casais que o servem, mas quando Deus precisa solidificar um casamento, Ele trata com indivíduos. Salmo 1:1-3. O plano da salvação é para indivíduos: João 1:12 “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome;” No casamento de vocês Deus quer um relacionamento pessoal com cada um, para que em “tudo que fizerem sejam prósperos.” Salmo 1:3b.

Em Efésios 5:22-33 ele fala também a indivíduos. Não posso culpar o outro por nada; não posso exigir nada do outro, porque a responsabilidade pelo meu casamento é minha. Minha, de quem? Da esposa e do marido.

2. DA ESPOSA. Efésios 5:22-24.

Este texto não diz que o marido deve sujeitar a esposa. Esta é uma palavra pessoal à esposa, e não ao marido. “Assim como a igreja está sujeita a Cristo…” Como a igreja está sujeita a Cristo?

“Na livre obediência em função de sua pessoal decisão. Pois é desta forma que alguém se torna participante da igreja. Na livre e pessoal decisão de se converter voluntariamente a Cristo. Como Paulo disse, depois do encontro com Jesus na estrada de Damasco: ‘Senhor, o que queres que eu faça? ’ Assim é a esposa, quando livre e pessoalmente se sujeita a seu esposo. Não por medo, não por comodidade, mas por obediência à palavra de Deus. Esta é a sujeição da esposa.” (Rienecker: Comentário de Efésios).

3. DO MARIDO. Efésios 5:25-29.

Amar a esposa é difícil? Amar a esposa como Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela? Esta é uma palavra pessoal ao esposo. O marido não deve ouvir: “Você precisa me amar!” Por mais verdadeiro que isto seja. Que amor é esse? Não é um sentimento! Não é uma paixão! Não é romance! Tudo isso faz parte do casamento. Mas não é isso que é amor. Este amor é o amor puro e desinteressado de quem deu a sua própria vida pela igreja. Este foi o grande ato, quando Jesus veio ao mundo. Ou morre o mundo, ou o mundo se perde – ou morro eu. E Jesus escolheu: Morro eu. Eu dou a minha vida para que o mundo possa viver. Eu dou a minha vida para que minha esposa possa viver, ter bem-estar, “sem mácula, nem ruga…” É o amor de dar (tomar uma atitude) a sua vida pela esposa. De forma incondicional.

CONCLUSÃO: E agora voltando à vontade de Deus. Ao tratamento de Deus. É uma responsabilidade muito grande para a esposa e para o marido. Mas no seu tratamento pessoal Deus está presente. Ele é a força motriz da vida de cada um. Por isso este casamento não é uma utopia, mas uma realidade. Um casamento para sempre. Efésios 4:5-7 “Um só Senhor, uma só fé, um só batismo;/ Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos./ Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo.” Cada um.

Pr.HWRosin. Pregado em: 30/11/96 – Pib. Paciência; 07/12/02 – Pib. Urucânia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: