JESUS – A RAZÃO DE VIVER(Sermões)


O JÓVEM RICO

Lucas 18:18-24

Introd.: Você tem uma razão para viver. Que tem, tem. Agora, qual é. E é a razão certa? É o motivo certo de viver? “O mancebo de qualidade” é assim que ele é chamado no título deste texto, tinha o seu valor.

Um jovem de qualidade, uma moça de qualidade. Ali havia um. Por mais que se busque uma pessoa assim, é difícil de encontrá-la. Mas ele era um jóvem triste. Triste por quê? Ele havia colocado a sua vida para fazer a vontade de Deus. Por que ficaria triste? Qual era sua razão de viver e porque não era suficiente?

1. ERA CUMPRIDOR DOS MANDAMENTOS  Lc. 18:20-21.

Este jovem vem em busca da vida eterna. Como sabia ele da vida eterna? Creio que não foi a primeira vez que ele teve contato com Jesus. Ele sabia que havia algo mais.

Mas Jesus, primeiro precisa mostrar onde a sua vida está fundamentada, e fala dos mandamentos. Ele deve ter pensado feliz: “-Bem, dessa eu já passei.” “Todas essas coisas tenho observado desde a minha mocidade.” Jesus quer dizer: “Está vendo? Não é aí que está a razão de viver. Tudo tens observado, mas e a vida? Onde está a vida? Não está nos mandamentos. Esta não é a razão de viver.”

Onde você está colocando a sua esperança?

2. ERA UM JOVEM RICO Lc. 18:22-23

Um jovem rico, ou uma jovem rica, parece ser sempre um bom partido, não?

Ele era rico e Jesus sabia que ele estava preso na sua riqueza. Tão preso que até a vida eterna perdia o significado diante da riqueza que possuía. Ele havia feito da riqueza a sua razão de viver. E a riqueza não dá vida eterna. A tristeza, creio, é mais por isso. Não pode-se ter os dois como motivo para a vida.

Quantas vezes os jovens ficam neste mesmo dilema: ser fiel a Deus, ou fazer sua própria vontade. E muitos jovens já se retiraram tristes deste santuário. Queriam a vida, vieram buscar a verdadeira razão para viver, mas não queriam deixar o pecado; não queriam deixar o orgulho; não queriam deixar algum ganho financeiro desonesto.

Qual é o seu tesouro? O que o impede de permanecer na presença de Jesus?

Um namorado avançado? Ou uma namorada liberal? Ele era rico.

3. ERA UM JOVEM DISTANTE DE JESUS  Lc. 18:24

“Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que tem ‘tesouros’”.

Ele estava falando com Jesus, estava falando com o doador da vida eterna, mas as  razões que ocupavam sua vida e cegavam seus olhos, não permitiam que ele o visse.

Quando você tem um objetivo sem Jesus, Jesus não é seu objetivo. Quando você tem uma razão de viver sem Jesus, Jesus não é sua razão de viver.

Não é possível servir a dois senhores. Lucas 16:13 “Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou se há de aborrecer um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.”

Na verdade não existe razão para a vida sem Jesus. Este jovem mostra isto. Começou longe de Jesus buscando a vida. Afastou-se de Jesus, não buscando mais a vida.

CONCLUSÃO:

A vida devota, de qualidade, mesmo sendo importante, não é suficiente para ser a razão de viver. Bens materiais ou sentimentais não têm o valor para que deva ser a razão de viver.

Somente quem pode dar a vida eterna preenche a nossa vida. A vida eterna, a salvação, mesmo que perca muita coisa terrena. Lucas 18:29-30 “E ele lhes disse: Na verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou pais, ou irmãos, ou mulher, ou filhos, pelo reino de Deus,(30) E não haja de receber muito mais neste mundo, e na idade vindoura a vida eterna.”

Jesus é a razão de viver.

Pr. HWRosin – Pregado em: 01/10/95 Urucânia

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: